Menu

Versão
impressa

Edição impressa
Menu
Busca

Coronavírus

Doria diz que não há razão para pânico em São Paulo

Governador anunciou mil novos leitos de UTI em hospitais do estado, sendo 600 só na capital

12.03.20 12:23

Até o momento, o estado conta com 43 casos confirmados do novo coronavírus (Marcelo Chello/Folhapress)

Até o momento, o estado conta com 43 casos confirmados do novo coronavírus (Marcelo Chello/Folhapress)

Nesta quinta-feira (12), o governador João Doria (PSDB) convocou uma coletiva de imprensa para falar sobre os casos de coronavírus no estado e as novas medidas que serão tomadas pelo governo.

Na ocasião, foi anunciada a compra de novos equipamentos, medicamentos e a contratação de mais profissionais da saúde. No entanto, Doria salientou que, neste momento, “não há nenhuma razão para pânico em razão ao novo coronavírus”.

O Secretário de Saúde do Estado e coordenador do centro de contingência, David Uip, disse que mil leitos serão abertos, sendo 600 só na capital. A medida, de acordo com Uip, será custeada pelo Ministério da Saúde. As novas ações também impulsionam a suspensão de cirurgias eletivas para destinar leitos aos pacientes com caso confirmado de Covid-19.

"Estes mil leitos tem de ser creditados pelo Ministério de Saúde e o ministério tem de repassar os recursos de investimento e custeio", afirmou o secretário, que completou dizendo que o estado está pronto para “qualquer nível de enfrentamento, em qualquer cenário”. Até o momento, São Paulo conta com 57% dos casos de todo o país, 46 infectados. 

Eventos públicos

Dória afirmou, durante coletiva, que ainda não há necessidade para cancelar eventos públicos como jogos de futebol e festivais de música, por exemplo. Aulas também devem ser mantidas, até novas atualizações. Contudo, o governador disse que a decisão de cancelar ou adiar um evento é, por enquanto, da própria organização.

Em outros países, festivais e jogos, como o Coachella e a NBA, nos Estados Unidos, foram adiados para conter possíveis contágios do novo coronavírus. No Brasil, o Lollapalooza, festival que acontece entre os dias 3 e 5 de abril, também deve ser adiado. 
 
 

DESTAK EDITORA S.A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa. Copyright – Termos de uso