Você está em: São Paulo > São Paulo > Líder do PCC tem prisão mais rígida prolongada pela Justiça

<< voltar próxima matéria >>

São Paulo

Líder do PCC tem prisão mais rígida prolongada pela Justiça

13 de Fevereiro de 2017

A Justiça de São Paulo acatou pedido do Ministério Público e estendeu, pelo prazo de 360 dias, a permanência do líder do PCC (Primeiro Comando da Capital), Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, em uma unidade prisional sob o RDD (Regime Disciplinar Diferenciado).

Em dezembro passado, a Justiça havia determinado que Marcola e outros integrantes do PCC cumprissem 60 dias sob o regime após ser deflagrada a operação Ethos, em que vários advogados foram presos sob suspeita de participação na facção.

Além de Marcola, outros 10 integrantes do PCC também devem ficar no local por mais 360 dias. Outros três homens tiveram a prorrogação da prisão no regime rígido por apenas 20 dias.

No RDD, os presos ficam em uma cela isolada e têm direito a duas horas de banho de sol ao dia.

0
328558


PUBLICIDADE

Corrida TV+ Destak - Etapa São Caetano do Sul

PUBLICIDADE

COD1141_conversordevinil_315x260_gif