Você está em: São Paulo > São Paulo > Hospital São Paulo cobra verba federal para não fechar

<< voltar próxima matéria >>

São Paulo

Hospital São Paulo cobra verba federal para não fechar

20 de Abril de 2017

A administração do hospital São Paulo informou, ontem, que espera receber um aporte mensal de R$ 1,5 milhão do Ministério da Saúde, para que não suspenda mais atendimentos. A entidade também vai pedir ajuda financeira à gestão do prefeito João Doria (PSDB).

Diante da grave crise financeira, o hospital suspendeu as cirurgias eletivas e internações agendadas desde o dia 30 de março. O atendimento geral é dedicado somente para casos de urgências e emergências.

De acordo com o diretor-superintendente do hospital, José Roberto Ferraro, dos 753 leitos disponíveis, apenas 366 estão ocupados. Ele ainda informou que 14.238 pacientes deixaram de ser atendidos no pronto-socorro, além do corte de 461 internações.

A dívida atual do hospital São Paulo chega a R$ 160 milhões, sendo R$ 149 milhões com bancos e o restante com fornecedores.

A receita anual do hospital é de R$ 568,9 milhões, mas as despesas atingem R$ 603,5 milhões - déficit de cerca de R$ 34 milhões.

"O ministro da Saúde [Ricardo Barros (PP-PR)] não entende, por mais que tenhamos ido até lá três vezes, que sem esse R$ 1,5 milhão a mais por mês, sem verba, hospitais com este tipo de complexidade vão ter que diminuir", disse Ronaldo Ramos Laranjeira, presidente da Associação para o Desenvolvimento da Medicina.

A instituição é o hospital universitário da Universidade Federal de São Paulo e é responsável pelo atendimento de alta complexidade para cerca de 5,4 milhões de moradores da Grande SP.

Socorro

O Ministério da Saúde informou ter solicitado um levantamento sobre a situação do Hospital São Paulo, para que possa tomar ações conjuntas com o Estado e a prefeitura para garantir o atendimento da população.

Hospital São Paulo cobra verba federal para não fechar
0
334057


PUBLICIDADE

COD1141_conversordevinil_315x260_gif