Você está em: São Paulo > São Paulo > Decisão de Gilmar Mendes barrou investigações em 2008

<< voltar próxima matéria >>

São Paulo

Decisão de Gilmar Mendes barrou investigações em 2008

15 de Fevereiro de 2017

Em ao menos duas vezes, em 2003 e 2008, os vereadores tentaram, sem sucesso, cobrar a dívida ativa de bancos.

Na última delas, em 2008, o então presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Gilmar Mendes, mandou suspender os trabalhos da comissão montada à epoca ao analisar um mandado de segurança proposto pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Abel (Associação Brasileira das Empresas de Leasing) e da Acrefi (Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento).

Nada a declarar

Questionada ontem se iria recorrer à Justiça para tentar barrar a nova CPI da Dívida Ativa, a Febraban informou que não iria comentar o assunto.

0
328844


PUBLICIDADE

COD1120_Drone com camera_315x260_gif

PUBLICIDADE

COD1141_conversordevinil_315x260_gif