Você está em: São Paulo > Mundo > Dividida, França vai para as urnas

<< voltar próxima matéria >>

Mundo

Dividida, França vai para as urnas

20 de Abril de 2017

Durante a campanha, o presidente francês, François Hollande, alertou seus compatriotas contra os extremismos. Mas sua mensagem não reflete os resultados da última pesquisa de intenção de votos, do instituto Cevipof feita para o jornal "Le Monde", e divulgada ontem.

O candidato centrista independente Emmanuel Macron continua a despontar como o favorito na corrida, com 23%. O resultado, porém, mostra que o primeiro turno do pleito, neste domingo (23), está muito acirrado para permitir qualquer previsão.

Junto a Macron no topo está a líder da extrema-direita, Marine Le Pen. Após chegar a 30% das intenções de voto em novembro, Le Pen caiu agora para 22,5% de apoio. Para recuperar o fôlego, a direitista tem endurecido seu discurso anti-imigração.

O comício de Le Pen em Marselha, realizado ontem, foi alvo de protestos. Manifestantes foram às ruas com cartazes contrários a Le Pen. A candidata da extrema-direita também não agrada ao bloco europeu com sua promessa de deixar a União Europeia. O presidente da Comissão, o luxemburguês Jean-Claude Juncker, chegou a afirmar que vestirá "roupa de luto" se a direitista vencer.

No extremo oposto está o candidato da extrema-esquerda, Jean-Luc Mélenchon, que cresceu nas pesquisas desde o primeiro debate na TV. Nas pesquisas mais recentes, ele aparece com 19%, empatado em terceiro lugar com o conservador François Fillon (19,5%), que perdeu fôlego após investigação sobre corrupção.

Dividida, França  vai para as urnas
0
334049


PUBLICIDADE

CIRCUITO TV MAIS - 2 ETAPA

PUBLICIDADE

COD1120_Drone com camera_315x260_gif

PUBLICIDADE

COD1141_conversordevinil_315x260_gif