Você está em: São Paulo > Diversão & Arte > 'Doctor Who' tem mulher como protagonista

<< voltar próxima matéria >>

Diversão & Arte

'Doctor Who' tem mulher como protagonista

16 de Julho de 2017

Desde William Hartnell, que interpretou o primeiro Doctor a partir de 1963 e durante três temporadas, o papel do viajante do tempo foi de vários homens brancos, ora escoceses, ora britânicos. Mais de 50 anos no ar, provaram que Doctor Who sabe fazer personagens femininas: existe uma variedade muito grande de companions (as companheiras do Doutor) que viajam na TARDIS ao lado do protagonista, mas que nunca lideram a jornada. Durante o desenvolvimento do décimo segundo Doctor, não restava dúvidas que a série precisava seguir para uma nova direção, já que Peter Capaldi explorou seu personagem de uma forma mais intensa e precisa do que seus antecessores, Matt Smith e David Tennant. Agora, é a vez de Jodie Whittaker assumir o papel principal e mudar o mundo da produção, como foi anunciado nesse domingo (16), depois do torneiro de tênis Wimbledon na Inglaterra.

A atriz britânica é conhecida por "Broadchurch", série que Tennant também estrelou, e "Black Mirror". Ela também já atuou em "Attack the Block" ao lado de John Boyega (o Finn de "Star Wars"). Sua primeira aparição será no episódio de Natal, quando Capaldi deixa o papel definitivamente e passa a chave da TARDIS para sua sucessora. Nesse capítulo, Steven Moffat (o atual showrunner) também se despede e abre espaço para Chris Chibnall, que já escreveu roteiros para a série, e está bem familiarizado com o universo expandido da obra.

Também já foi anunciado que David Bradley vai estar no episódio de Natal, como o primeiro Doctor, papel original de Hartnell. Ainda não há noticias sobre Susan (Carole Ann Ford), neta do Doctor e sua companheira durante seus primeiros anos. Mas Capaldi já expressou seu desejo de trazer a personagem para mais episódios, e o seu Doctor inclusive tinha uma foto dela na sua escrivaninha. Sua primeira companion Clara Oswald (Jenna Coleman) também vai aparecer, para marcar o fim da era Moffat em "Doctor Who".

Com uma doutora mulher, existem milhares de possibilidades e assuntos a serem explorados na 11ª temporada, que tem previsão de estreia para final de 2018. As circunstâncias da sua regeneração para personagem feminina ainda são um mistério, e com alguma sorte (e um domínio exemplar quando se trata dos doutores) Moffat vai conseguir fechar as pontas e apresentar um final consistente e bem estruturado.

Como o personagem do Doctor viveu por mais de 50 anos com protagonistas homens, alguns fãs reagiram mal à mudança. O seriado, que sempre foi principalmente sobre mudança, apresenta um protagonista alienígena de um planeta chamado Gallifrey. Assim, fica difícil entender como a reação das pessoas possam ser tão retrogradas em relação ao novo rumo do Doctor. O ato de transformar o personagem em mulher em si já é revolucionário, porem com um roteiro bem escrito e uma personagem bem desenvolvida, "Doctor Who" se prepara para entrar em um novo patamar de qualidade, uma alternativa muito mais inclusiva.

'Doctor Who' tem mulher como protagonista
0
341518


PUBLICIDADE

COD1141_conversordevinil_315x260_gif