Você está em: São Paulo > Carreira & Formação > Aprender terceiro idioma serve como estratégia no mercado

<< voltar

Carreira & Formação

Aprender terceiro idioma serve como estratégia no mercado

09 de Fevereiro de 2014

Falar um idioma fluente não é mais considerado um diferencial, mas sim um requisito para entrar no mercado de trabalho. Por isso, algumas empresas já estão exigindo um terceiro idioma dos candidatos, principalmente nas multinacionais ou voltadas ao mercado internacional.

Yara Leal de Carvalho, sócia e coach da Questão de Coaching, explica que saber um idioma além do inglês é a cereja do bolo no currículo do candidato. "Inglês é o requisito básico, ter experiência fora do Brasil também é muito valorizado. O espanhol como terceiro idioma pode ser uma boa opção. Caso o profissional já esteja no mercado de trabalho, é melhor ver o idioma que se adequa melhor a empresa que já trabalha", afirma a coach.

Os idiomas mais cotados após o inglês são espanhol, alemão, francês e agora, aquecido pela importância econômica da China, o mandarim. "Se a pessoa chegar no mercado sem o idioma, precisa se perguntar se quer mesmo aprender inglês, se está disposta a pagar. Deve fazer um curso, uma imersão fora do Brasil, às vezes as empresas têm convênios. Agora se não quiser falar inglês de jeito nenhum, é melhor redirecionar a carreira para viver com essa falta. Trabalhar em empresas de menor porte ou nacionais", acredita Yara.

0
222436


PUBLICIDADE

CIRCUITO TV MAIS - 2 ETAPA

PUBLICIDADE

COD1120_Drone com camera_315x260_gif

PUBLICIDADE

COD1141_conversordevinil_315x260_gif