Menu

Versão
impressa

Edição impressa
Menu
Busca

Olimpíada

Grécia entrega chama olímpica aos organizadores de Tóquio-2020 sem público

Cerimônia tradicional no emblemático estádio em que aconteceram em 1896 os primeiros Jogos da era moderna estava vazia devido à pandemia do novo coronavírus

19.03.20 10:31

Estádio Panathinaiko de Atenas estava vazio, só com a presença de um grupo de jornalistas (Aris Messinis/AFP/Pool)

Estádio Panathinaiko de Atenas estava vazio, só com a presença de um grupo de jornalistas (Aris Messinis/AFP/Pool)

A Grécia entregou nesta quinta-feira a chama olímpica aos organizadores dos Jogos de Tóquio-2020, em um estádio Panathinaiko de Atenas vazio devido à pandemia do novo coronavírus.
Sem espectadores, apenas um grupo de jornalistas foi autorizado a presenciar a cerimônia tradicional no emblemático estádio em que aconteceram em 1896 os primeiros Jogos da era moderna.
O ginasta campeão olímpico Lefteris Petrounias correu com a tocha no estádio de mármore, onde sua compatriota Ekaterini Stefanidi, campeã olímpica do salto com vara, acendeu um caldeirão, seguindo a tradição.
A chama foi entregue de maneira solene a Naoko Imoto, nadadora nos Jogos de Atlanta-1996, representante do Unicef e de Tóquio-2020. Os organizadores japoneses recorreram a Naoko de maneira urgente, pois ela mora na Grécia.
Na sexta-feira passada, o revezamento da tocha olímpica foi interrompido na Grécia devido ao grande número de pessoas em Esparta, onde muitos fãs se reuniram para observar os atores Gerard Butler e Billy Zane, entre outros.

DESTAK EDITORA S.A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa. Copyright – Termos de uso