Menu

Versão
impressa

Edição impressa
Menu
Busca

Coronavírus

Doria renova quarentena em SP até 30 de julho

Governador diz que pandemia está em platô no Estado

10.07.20 14:28

O Estado de São Paulo é o mais atingido do país pela doença (Caio Arbulu | Unsplash)

O Estado de São Paulo é o mais atingido do país pela doença (Caio Arbulu | Unsplash)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira a renovação da quarentena no Estado de 15 a 30 de julho, apesar do afrouxamento das medidas contra o coronavírus, e afirmou que a pandemia de Covid-19 está entrando em um platô em todo o território paulista.
“Estamos ingressando em uma fase de platô no Estado de São Paulo. Depois de um longo período enfrentando o pico —não apenas na capital de São Paulo, mas em todo o Estado de São Paulo—, agora estamos ingressando no platô”, disse Doria durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual.
“Isto não significa relaxamento”, acrescentou.
As autoridades do Estado também anunciaram a nova atualização do plano de reabertura de setores da economia no Estado, e agora a maior parte da região metropolitana da capital paulista poderá reabrir bares e restaurantes, em horário reduzido, como já havia sido feito nesta semana na cidade de São Paulo e nos municípios do ABC Paulista e da região sudoeste da região metropolitana.
Além disso, as regiões da Baixada Santista e do Vale do Ribeira também entraram na mesma fase da capital.
Pela nova atualização, numa mudança em relação à anterior, a maior parte do Estado entrará na fase em que é permitido o funcionamento do comércio de rua, de shoppings centers, de escritórios e concessionárias de veículos.
Estão na fase mais restritiva, na qual somente as atividades consideradas essenciais podem operar, as regiões de Campinas, Ribeirão Preto, Franca e Araçatuba.
Também presente na entrevista coletiva, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse que o governo municipal assinará nesta tarde o protocolo para que as academias de ginástica da capital voltem a operar a partir de segunda-feira. Na véspera, ele havia anunciado que 70 dos 108 parques municipais da cidade também reabrirão, mas somente aos dias de semana.
O Estado de São Paulo é o mais atingido do país pela doença respiratória provocada pelo novo coronavírus, com 359.110 casos e 17.442 mortes, de acordo com dados divulgados pelo governo paulista nesta sexta-feira.

DESTAK EDITORA S.A. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização expressa. Copyright – Termos de uso